Qual é a verdadeira face de uma lutadora? A atriz fala sobre Mulher-Maravilha

“Quero viver em um mundo onde os exércitos não são necessários,” Gal Gadot.

Mulher-Maravilha, o filme que quebrou recordes nos Estados Unidos e ao redor do mundo, estreou apenas mês passado no Japão, em 25 de outubro. No filme, a princesa Diana, uma menina muito curiosa e que cresceu em uma ilha habitada apenas por mulheres, surge como a Mulher-Maravilha. A super-heroína parte em uma aventura para conhecer o mundo exterior e deter a Primeira Guerra Mundial. Tudo isso através dos olhos de uma diretora, Patty Jenkins. “Quando eu era criança, a Mulher-Maravilha já era famosa, então ela era uma personagem conhecida há muito tempo. Acho que não há um momento perfeito para se contar a história de uma super-heroína,” denota Gal Gadot.

O filme está chamando a atenção por possuir uma diretora e por mostrar uma super-heroína que nunca esteve no cinema antes. Mas como será para Gal Gadot viver em Hollywood, uma sociedade masculina? “Eu sempre acho que a condição da mulher é um copo com água pela metade. Ou seja, não olhando para o passado, para o que não foi alcançado, mas olhando para o que foi. Não é que um gênero seja superior ao outro, o que importa é que sejam iguais.

Além dos 1,78m de altura, a atriz que interpreta a Mulher-Maravilha tem como marcas registradas os longos braços e pernas e um rosto pequeno. Quando perguntada qual é o segredo da sua beleza, do estilo e da ação excepcional em tela, ela fala da rotina rígida de treinos para o papel. A atriz treinou 2 horas de levantamento de peso, 2 a 3 horas de equitação e 2 horas de artes marciais, por 6 meses, 6 vezes por semana. Ela também fez a maioria de suas cenas de ação, “Eu treinei todos os dias durante as gravações. Treinei muito intensamente, então, após finalizar, eu dei uma pausa. Meu treino muda cada vez que eu faço ele, estou em pilates agora. Gosto de Stand Up Paddle, amo o mar!

Inicio » Ensaios Fotográficos | Photoshoots » 2017 » 011 | ModelPress

Gal também é uma mãe que cria duas filhas em casa, enquanto grava arduamente. Será que existe algum segredo para manter o corpo, enquanto ela passa pelo nascimento de sua segunda filha e a criação da outra? “Eu faço essa pergunta regularmente, mas sou uma pessoa normal. (risos) Mas eu tento beber muita água e tento comer coisas saudáveis para me manter positiva e sempre fazer as coisas. Estou tentando ver o meu lado positivo, mas eu não tenho nada como um segredo!

Ela é de Israel e possui dois anos de experiência no serviço militar obrigatório do país. Mulher-Maravilha se passa na Primeira Guerra Mundial, mas se ela se perguntar o que ela acha do serviço militar, a atriz escolhe cuidadosamente as palavras, “Bem, acho que todos, inclusive eu, podem viver em um mundo onde os exércitos não são necessários, acho que todos querem isso. Mas infelizmente não é assim, especialmente em Israel, onde o serviço militar é uma obrigação que todos devem experimentar. Então, eu tive que experimentar também.” E nesse momento ela se parece com a própria Mulher-Maravilha, desejando paz no mundo, como no filme.

Após o enorme sucesso deste filme, o próximo lançamento da DC nos cinemas é no final do ano (novembro), com Liga da Justiça. Quanto ao desenvolvimento futuro da história da Mulher-Maravilha, Gal Gadot conta, com um sorriso significativo, “Acho que ainda há muita coisa a ser contada. Estamos trabalhando agora com a história de por quê ela se tornou a Mulher-Maravilha. Eu tenho uma base, mas há muitas coisas que eu ainda não encontrei.

Ao final da entrevista, quando perguntada como ela estava, Gal Gadot simplesmente responde, “Eu estou feliz, eu não sei o que dizer… Estou muito feliz.

Tradução e adaptação: Gal Gadot Brasil

Fonte