Nesta entrevista de 2011, Gal Gadot fala sobre sua nova série de TV, seu sucesso inicial em Hollywood e ajudar no hotel boutique que seu marido tinha em Tel Aviv, anos atrás.

Aos 26 anos, a beleza israelense Gal Gadot é modelo, esposa, mulher de negócios e estrela de Hollywood. Ela conta a Jenny Bamberger tudo sobre a sua nova série de TV, esbarrar em gente famosa e trocar os lençóis no hotel do seu marido…

Gal Gadot tinha acabado de terminar o serviço militar, quando fez o teste para Velozes e Furiosos 4, parte da franquia Velozes e Furiosos. Ela também havia acabado de aparecer na sessão de fotos Mulheres do Exército de Israel, da revista Maxim. E enquanto Gadot ainda está nos estágios iniciais de sua carreira de atriz, ela trabalhou ao lado de alguns dos maiores nomes de Hollywood, incluindo Vin Diesel, Tom Cruise e Cameron Diaz.

Filmar Velozes & Furiosos 4 teve o “efeito uau” para Gadot, já que foi a primeira vez que ela filmou nos Estados Unidos, sem falar em Hollywood. “Foi uma grande coisa para mim. Lembro-me da minha primeira reação ao estar no set: eu ficava pensando ‘Uau, tenho meu próprio trailer’.

Tudo era muito emocionante, havia um elenco enorme e o fato de eu poder trabalhar com tão grandes atores estadunidenses era tão novo e revigorante. Depois de Velozes & Furiosos 4, continuei a trabalhar nos Estados Unidos, quanto mais papéis eu fazia, mais normal isso se tornava. O ‘efeito uau’ passou gradualmente.

Filmar Velozes & Furiosos 5 – Operação Rio foi menos tenso do que filmar Velozes & Furiosos 4. Consegui me concentrar melhor no trabalho e aproveitar a experiência como ela era. Parecia uma grande reunião de família. Mesmo que todos, depois do último filme, tenham trabalhado separadamente em seus próprios projetos, conseguimos manter contato e ainda nos falávamos de vez em quando. Íamos jantar juntos sempre que estávamos todos em Nova York. Era sempre bom quando o grupo estava reunido novamente, então foi ótimo estar juntos por um longo período de tempo.

Então, quem são as melhores e piores pessoas com quem ela trabalhou?
É como me perguntar se gosto mais da mamãe ou do papai. Todos com quem trabalhei são especiais à sua maneira. Aprendi muito com Tom Cruise. Depois, há o Mark Wahlberg, que sempre me fazia rir. Tive a sorte de não ter que trabalhar com pessoas com as quais não tenho química. Tive experiências incríveis e aprendi muito com aqueles que se destacaram na indústria.

Gadot tem orgulho de sua herança e deseja levantar a bandeira de seu país, especialmente na Europa, onde as opiniões sobre Israel nem sempre são positivas.
Definitivamente tenho um forte senso de minha identidade judaica e israelense. Eu cumpri meu serviço militar de dois anos, fui criada em um ambiente familiar israelense muito judeu, então é claro que minha herança é muito importante para mim. Eu quero que as pessoas tenham uma boa impressão de Israel. Não me sinto uma embaixadora do meu país, mas falo muito sobre Israel, gosto de contar às pessoas de onde venho e da minha religião.

Descobri que as pessoas nos Estados Unidos, especialmente em Hollywood, tendem a ter opiniões positivas sobre Israel, tanto judeus quanto não-judeus. Mas quando eu viajo para a Europa, as pessoas geralmente não sabem muito sobre Israel e, infelizmente, muitos deles têm uma impressão negativa do país. É aí que eu falo e falo e conto a eles tudo sobre de onde eu venho.

Gadot não passa todo o tempo na frente das câmeras. Ela também ajuda na administração do hotel de seu marido, The Varsano, um hotel boutique cinco estrelas em Neve Tzedek, Tel Aviv, incluindo, ela afirma, trocando os lençóis. Quão envolvida ela esteve na criação do negócio da família?

Depois de filmar Velozes & Furiosos 4, meu marido Jaron e eu começamos a viajar para lá e para cá de Israel e dos Estados Unidos, o que foi difícil. Nós vimos hospedados em hotéis o tempo todo. Queríamos nos sentir em casa, foi quando descobrimos esses apartamentos dentro de um hotel em Los Angeles. Se tornou a inspiração para o hotel de Jaron, The Varsano. Acho que Jaron e eu formamos uma equipe muito boa. Eu entendo a carreira dele e ele entende a minha. Ajudamos um aos outro a progredir em todas as áreas da vida. Ambos somos muito motivados pela [nossa] carreira.

Apaixonada por passar tempo em sua terra natal, é difícil conciliar seu tempo entre Israel e Hollywood?
No momento, meu tempo está dividido entre Israel e Los Angeles. Embora a viagem às vezes possa ser difícil, isso significa que posso aproveitar os dois mundos. É muito importante para mim continuar trabalhando em filmes e dramas em Israel, enquanto também trabalhando nos EUA.

No momento, estou me concentrando na minha carreira de atriz. Adoro buscar novos projetos. Como ator ou atriz, você está sempre mudando de um empreendimento para o outro. Espero trabalhar no sexto filme de Velozes e Furiosos no próximo ano. Me sinto muito privilegiada por ter tido a oportunidade de trabalhar em uma franquia tão grande. Também estou trabalhando em algumas coisas em Israel, uma série de TV chamada Asfur (Proibido). Se for bem, há uma chance de fazerem uma versão estadunidense.

Então, talvez um dia eu passe mais tempo nos EUA. Mudar para Los Angeles é uma possibilidade. Estou sempre pronta para um desafio. Teremos que esperar para ver o que acontece.