Gal Gadot esteve em Tel Aviv, hoje (27), para o lançamento da nova coleção da Reebok, marca da qual ela é uma das embaixadoras.

Assim, a atriz aproveitou a oportunidade para conversar com a imprensa local. “É mais legal ser entrevistada em hebreu, fico sempre mais animada, pois sinto que todos que eu amo, no fim, me verão. Eu fico terrivelmente inibida, mas não há nada como falar na minha língua materna.

Estamos aqui na loja da Reebok, no porto de Tel Aviv. A Mulher-Maravilha correu até aqui ou você pegou um táxi pela manhã?
Por conta da onda de calor que está afetando a gente e a Europa, eu vim de táxi, mas a minha mãe é professora de educação física e eu cresci assim… Sabe, o tempo todo em atividade e me movimentando, fazendo, correndo e brincando com uma bola.

Gal Gadot, de 34 anos, está morando em Los Angeles nos últimos anos com o seu marido Yaron Varsano e as filhas do casal, Alma e Maia.

Então, como é Hollywood?
Temos a nossa casa lá com os nossos colchões e nossas coisas, então é, é um tipo de lar.

Sendo muito conhecida na industria do entretenimento de Hollywood, Gal Gadot diz que está se acostumando com a fama internacional, apesar dos papazzi em Israel a incomodarem mais. “Acho que, no geral, eu sou mais interessante para os israelenses, então todo lugar que eu vou será documentado. Nos Estados Unidos, isso acontece em temporadas, quando meu filme é lançado, todos estão me procurando, mas quando estou fora da temporada, eu consigo relaxar.

Você tem muito orgulho de mostrar ao mundo que é israelense. Isso é algum tipo de estratégia?
Não. Se alguma coisa, é só que eu recebo muitas mensagens e reações anti-semitas. É só… Essa é quem eu sou. Acredito que não temos que esconder ou mentir.

É importante para você explicar Israel para o mundo ou se envolver ou participar das coisas que acontecem em Israel?
Israel é muito importante para mim e eu espero que o nosso país realmente esteja em um bom lugar e que haja paz, estabilidade e tranquilidade, porque acredito que, no final, isso seja o que todas as pessoas querem. Não há ninguém que queria guerra ou que seus filhos vão para o exército. Deus me livre! Por isso, tento reforçar essas mensagens, o bom, o desejo de paz e tranquilidade.

Você tem diversos tipo de novos amigos em Hollywood, então algumas pessoas acham que você não deveria nem manter contato com seus amigos antigos de Israel. O que você responderia?
O que? Os meus amigos de Israel são meus amigos de Israel. Elas são minhas melhores amigas e elas me conhecem muito, muito bem. Sabe, somos pessoas sociais e há lugar para todos. A verdade é que eu não desistiria deles, de jeito nenhum.

Fonte: Walla