No final de maio, o Deadline informou que a minissérie sobre a atriz e inventora austríaca Hedy Lamarr, protagonizada por Gal Gadot, mudou do canal Showtime para a Apple TV.

Em agosto do ano passado, a notícia de que a série aconteceria e estava em desenvolvimento veio durante a turnê de imprensa do canal Showtime no Television Critics Association. Agora, a série de 8 episódios passa a fazer parte da programação do serviço de streaming da Apple, a Apple TV, e está confirmadíssima, com um pedido para série completa (ou seja, não é necessário gravar um episódio piloto para apresentação e aceitação dos produtores e estúdio).

A série mostrará a incrível história de vida da garota glamourosa de Hollywood, Hedy Lamarr, interpretada por Gal Gadot, ao longo de 30 anos: desde a sua ousada fuga de uma Viena pré-guerra, até a sua ascensão meteórica na Era de Ouro de Hollywood e sua queda e eventual desgraça, no início da Guerra Fria. Este é um conto épico de uma mulher imigrante que está a frente de seu tempo e é vítima dele.

A ideia para o drama histórico veio de Gal Gadot e seu marido e parceiro de produção Jaron Varsano (My Dearest Fidel), que se associaram a Warren Littlefield (The Handmaid’s Tale) e Sarah Treem (The Affair), também criadora da série.

Além de Gal Gadot e Sarah Treem, a minissérie será produzida por Warren Littlefield e Katie Robbins. Gal Gadot e Jaron Varsano a produzirão através da produtora Pilot Wave. Adam Haggiag (produtor do documentário Bombshell: A História de Hedy Lamarr) e Alexandra Dean (produtora e diretora de Bombshell: A História de Hedy Lamarr) serão co-produtores. Os filhos de Hedy Lamarr, Anthony Loder e Denise Deluca, serão consultores da série. Endeavour Content será o estúdio da série.

Ainda não há data para o início das gravações da série ou de sua estreia. Antes das produções serem interrompidas em todo o mundo devido a pandemia de Covid-19, Gal Gadot estava gravando seu mais novo projeto junto à Netflix, Red Notice. A atriz também estava prestes a estrear seu quarto filme com a Warner Bros. Pictures e a DC Comics, Mulher-Maravilha 1984.

SOBRE HEDY LAMARR

Hedy Lamarr

Hedy Lamarr

Nascida na Áustria, Lamarr iniciou a carreira dela na Checoslováquia no início dos anos 30, antes de deixar o marido dela, um rico austríaco fabricante de munição, e se mudar para Paris. Em Londres, ela conheceu o chefe do estúdio Metro-Goldwyn-Mayer (MGM), Louis B. Mayer, que lhe ofereceu um contrato de filmes em Hollywood, onde ela estrelou em Argélia (1938), Fruto Proibido (1940), A Mulher Que Eu Quero (1940), O Inimigo X (1940), Pede-Se Um Marido (1941), Sol de Outono (1941) e Sansão e Dalila (1949).

Hedy Lamarr (nome de batismo Hedwig Kiesler) também foi uma inventora. No início da Segunda Guerra Mundial, ela e o compositor George Antheil desenvolveram um sistema de orientação por rádio para os torpedos aliados, que usavam espalhamento espectral e frequência. Aspectos do trabalho deles foram incorporados na tecnologia Bluetooth e WiFi. Em reconhecimento às suas contribuições, os nomes da dupla foram inseridos no Hall da Fama dos Inventores Nacionais, em 2014.