Quando Gal Gadot assinou seu primeiro contrato com a Warner Bros, em janeiro de 2014, o salário da atriz era o de uma iniciante: 300 mil dólares para cada um dos três filmes com o estúdio. A prática é comum entre os estúdios e filmes de super-heróis, principalmente quando o seu protagonista não é tão conhecido.

Agora, 5 anos e três filmes como a Mulher-Maravilha depois (Batman v Superman, Mulher-MaravilhaLiga da Justiça), a atriz se junta ao time dos atores mais bem pagos de Hollywood.

A Variety noticiou esta semana que para o seu segundo filme como a super-heroína, o salário de Gal Gadot subiu para 10 milhões de dólares, a tornando uma das atrizes mais bem pagas de Hollywood.

Vale notar que a mudança salarial para Mulher-Maravilha 1984 também aconteceu com a diretora Patty Jenkins. Em maio do ano passado, a Variety noticiou que a diretora ganharia mais de 3 vezes o seu salário do primeiro filme da super-heroína: 9 milhões de dólares.

Mulher-Maravilha 1984 tem previsão de estreia para 5 de junho de 2020.

Ontem, em comemoração ao aniversário da atriz, a diretora compartilhou uma nova foto promocional de Mulher-Maravilha 1984.

A revista americana Time publicou a sua lista dos 100 Mais Influentes de 2019. Apesar de Gal Gadot não aparecer na lista, a atriz deixou um depoimento emocionante sobre o ator e amigo Dwayne Johnson, o The Rock.

A amizade de Gal Gadot e Dwayne Johnson vem de longa data, ambos trabalharam juntos na franquia de Velozes e Furiosos e, em outubro deste ano, começarão as gravações de um novo projeto juntos: Red Notice.

Confira o que a atriz israelense falou sobre o amigo.

Não há ninguém em Hollywood como o Dwayne Johnson e certamente muitos poucos são tão ocupados. Se você teve o prazer de trabalhar com ele, como eu tive nos filmes Velozes e Furiosos, você sabe que ele é cheio de amor e cria um ambiente no set que é repleto de receptividade e positividade.

Dwayne é alguém que acredita que o céu é o limite e vai além para se certificar de que ele dá 100% de si mesmo todos os dias, seja na academia, trabalhando com o seu projeto beneficente (a Fundação Dwayne Johnson Rock), estando com a família e amigos ou trabalhando em um novo projeto.

Ele é a personificação da ideia de que as pessoas podem se esquecer do que você disse, podem se esquecer do que você fez, mas elas nunca se esquecerão de como você as fez sentir. Dwayne sempre se certifica de que as pessoas se sintam o melhor quando ele está por perto.

Gadot é uma que estrela, ao lado de Johnson, no filme futuro, Red Notice.

Gal Gadot esteve na lista das 100 Pessoas Mais Influentes de 2018 e Lynda Carter foi quem escreveu o depoimento sobre a atriz.

Na última segunda-feira (15) a rede responsável pela produção e exibição do Eurovision Song Contest 2019 (ou, em português, Festival de Música Eurovision) em Israel, KAN, deu mais detalhes sobre o evento.

Na conferência de imprensa que aconteceu em Israel, país convidado que sediará o concurso este ano, o diretor e editor chefe da Eurovisão, Yuval Cohen, informou que Gal Gadot participará do programa final que anunciará o grande vencedor de 2019. A participação da atriz será voluntária, mas ainda não se sabe se será ao vivo ou através de uma mensagem de vídeo. O festival acontece em 18 de maio.

No ano passado, em maio, a atriz recebeu o convite para ser a apresentadora oficial do programa, mas recusou. O trabalhou ficou a cargo de  Erez Tal, Bar Refaeli, Assi Azar e Lucy Ayoub.

Gal Gadot
Eurovision 2019, Tel Aviv

A super estrela de Hollywood israelense, a atriz internacional Gal Gadot, se juntará a nós de Los Angeles e estamos muito felizes e honrados para dar as boas vindas a ela, durante a grande final do Festival de Músicas Eurovisão.

O Eurovision

O Eurovision Song Contest, que acontece desde 1956, é um concurso anual de músicas transmitido pela televisão, rádio e internet, com participantes de diversos países europeus. Cada país pode levar um representante com uma música de até 3 minutos. Em 2018, Israel participou do festival como país convidado, apresentando a cantora Netta Barzilai que venceu o Eurovision. Assim, Israel conquistou o direito de apresentar o festival em 2019.

Com informações do YNet.

A rede de telecomunicação israelense HOT, a maior do país, anunciou hoje que Gal Gadot liderará a nova campanha da marca. A campanha é baseada na ideia do “orgulho israelense” e a atriz foi escolhida por ser exatamente isso: uma fonte de orgulho para todo o país. Além dela, as estrelas populares da rede de TV também estrelarão a campanha.

A nova reformulação da marca foi iniciada há 6 meses e Gal Gadot se junta a segunda fase da campanha. Em evento realizado hoje, a CEO da marca, Tal Granot Goldstein, explicou a escolha, “HOT está orgulhosa de apresentar a nova imagem da marca, Gal Gadot. Há 6 meses, a companhia lançou uma nova marca e agora estamos dando o próximo passo, lançar uma nova linguagem de propaganda. Este passo expressa a força da HOT como o grupo de comunicação mais forte de Israel. Nossa parceria com Gal é natural e óbvia. Gal é um exemplo e modelo do que é ser israelense e liderará o lançamento da nova campanha da HOT com a mensagem “orgulho israelense”.

A atriz também comentou a nova parceria, “Estou feliz em representar a HOT. Sinto que há uma conexão entre nós sobre os valores de inovação, criatividade e orgulho em sermos de Israel e no que representamos.

Como parte da nova parceria, Gal Gadot aparecerá em diversas campanhas que representará a HOT. Elas serão gravadas em Israel.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2019 » 04.17 | Lançamento da nova campanha da rede de TV israelense, HOT

Gal Gadot é parte da Pilot Wave Motion Pictures, a produtora dela e de seu marido, por trás de um projeto ainda sem nome sobre Hedy Lamarr e My Dearest Fidel.

Com informações da HOT Magazine

Em entrevista para o Collider, na última semana, o produtor de Mulher-Maravilha 1984 Charles Roven explicou o motivo pelo qual a Warner Bros. decidiu adiar o lançamento do segundo longa da super-heroína.

Sempre quisemos a data em que estamos agora. O estúdio achou que até que a agenda do ano anterior desse certo, e eles tiveram um incrível final de 2018, eles precisavam ter um grande filme [em 2019]. Tivemos uma pré-produção corrida, pois a Patty também fez a série da TNT e tivemos uma agenda de pós-produção corrida, para cumprir a data que tínhamos, que era 1 de novembro de 2019. Estávamos fazendo isso porque o estúdio realmente precisava, mas aí, em um certo momento, eles vieram até nós e disseram, ‘Quer saber, vocês estão certos. Vamos voltar ao mês que vocês lançaram Mulher-Maravilha e ter esse tempo extra.’“, revelou o produtor.

A fala do produtor casa com a de Gal Gadot, quando ela anunciou a mudança da data de estreia do filme, em outubro do ano passado, através de suas redes sociais. “Super animada para anunciar que, devido a mudanças no cenário, podemos devolver Mulher-Maravilha 1984 para a sua casa de direito. Esteja lá ou seja careta.

Além de Gal Gadot, o filme conta com o retorno de Chris Pine (Steve Trevor) e Patty Jenkins, que além de dirigi-lo, trabalhou o roteiro ao lado de Dave Callaham (Os Mercenários). Kristen Wiig (Missão Marinha de Casamento) e Pedro Pascal (Game of Thrones) também fazem parte do elenco.

Em 2020, veremos Gal Gadot no cinema com Mulher-Maravilha 1984Red Notice e Morte no Nilo.

Continuando a sua parceria com a marca de telefonia celular chinesa Huawei, a atriz Gal Gadot estrela o novo comercial da linha de celulares Huawei P30 Series.

Os aparelhos foram apresentados oficialmente na última terça-feira, 23 de março, em Paris, juntamente com seu novo comercial que mostra Gal Gadot utilizando todas as novas tecnologias da marca.

Um vídeo de bastidores também foi divulgado. Nele, a atriz fala sobre como usa a máquina fotográfica para registrar os momentos mais especiais dela ao lado da família.

Confira as imagens do comercial em nossa galeria, através dos links abaixo.

Inicio » Campanhas Publicitárias | Advertising Campaigns » Huawei » 2019: P30 Series » Fotos Promocionais

Inicio » Campanhas Publicitárias | Advertising Campaigns » Huawei » 2019: P30 Series » Bastidores

Inicio » Campanhas Publicitárias | Advertising Campaigns » Huawei » 2019: P30 Series » Capturas de Tela: Comercial Huawei P30 Series

Inicio » Campanhas Publicitárias | Advertising Campaigns » Huawei » 2019: P30 Series » Capturas de Tela: Bastidores do Comercial

No último domingo (10), Gal Gadot entrou em uma polêmica política ao publicar em seu Instagram Story uma mensagem de apoio à amiga e apresentadora de TV, Rotem Sela. Rotem Sela criticou a Ministra da Cultura de Israel que fez duras críticas ao candidato da oposição Benny Gantz e suas alianças árabes.

A seguir, a Carta Capital explica o ocorrido.

Primeiro-ministro israelense entrou em polêmica com a atriz Gal Gadot e a modelo Rotem Sela sobre a disputa entre direita e esquerda no país

A menos de um mês das eleições gerais em Israel, em 9 de abril, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu está no centro de uma polêmica que envolveu até mesmo a atriz israelense Gal Gadot, que interpreta a Mulher-Maravilha nos cinemas. O assunto inflama as redes sociais no país.

Tudo começou quando uma das mais famosas e populares modelos e apresentadores de TV de Israel, Rotem Sela, escreveu um post em sua conta no Instagram, há alguns dias, criticando o governo do partido de direita Likud.

Quando diabos alguém neste governo dirá ao público que Israel é um país para todos os seus cidadãos?“, escreveu Sela. “Os árabes também são seres-humanos. Também os drusos, também os gays e, aliás, as lésbicas e… chocante… os esquerdistas“, continuou a modelo, com ironia.

Sela escreveu o post depois de assistir a uma entrevista da ministra da Cultura, Miri Reguev, que atacou um partido rival acusando-o de forjar alianças com partidos árabes – como se isso fosse uma ameaça ao país. A entrevista tocou num nervo exposto da sociedade israelense: o preconceito aos cidadãos árabes, que são 20% da população do país, e a outras minorias.

A crítica da apresentadora de TV, no entanto, passaria despercebida caso o próprio Netanyahu não tivesse decidido responder, no dia seguinte. “Querida Rotem, uma correção: Israel não é um Estado de todos os seus cidadãos. De acordo a Lei da Nacionalidade, que aprovamos, Israel é o Estado nacional do Povo Judeu, e apenas dele“, escreveu o primeiro-ministro.

Mulher Maravilha em cena

O troca-troca de mensagens acabou elevando um simples post ao patamar de polêmica. Muita gente defendeu Rotem Sela. Mas quando a “Mulher-Maravilha” entrou em cena, a polêmica se tornou internacional.

Rotem, minha irmã, você é uma inspiração para todos nós“, escreveu a ex-miss Israel Gal Gadot, que interpreta a Mulher-Maravilha nas telas de cinema. A atriz tem 28 milhões de seguidores no Instagram.

Gal Gadot, que é amiga pessoal de Rotem Sela, também escreveu que “não se trata de direita ou esquerda, judeu ou árabe, religioso ou secular. É uma questão de diálogo pela paz, igualdade e tolerância uns pelos outros“.

Leia a matéria na integra para entender a questão de Israel e árabes.

Em breve entrevista ao site Vulture, o produtor de Mulher-Maravilha 1984 (e outros filmes do universo cinematográfico da DC Comics), Charles Roven, informou que este novo filme da super-heroína não é uma sequência do anterior que estreou em 2017. Ele também informou que a diretora Patty Jenkins gostaria de se distanciar dessa ideia.

Ela estava determinada que este filme seria a próxima parte da Mulher-Maravilha, mas não uma sequência. E ela definitivamente está entregando isso. É um período de tempo completamente diferente e você terá a noção do que a Diana/Mulher-Maravilha esteve fazendo nos anos intermediários. Mas é uma história completamente diferente a que estamos contando. Mesmo tendo muito das mesmas questões emocionais, muito humor, muita ação corajosa. Coisas que tocam o coração, também.

Patty Jenkins, a diretora do filme que está atualmente em 25% da pós-produção de Mulher-Maravilha 1984, em Londres, já havia informado que este seria um filme com os mesmo elementos, mas diferente do primeiro. Na Comic-Con do ano passado, ela disse nunca querer fazer mais do mesmo pelos motivos errados. “Podemos fazer um filme totalmente novo sobre algo completamente novo e tão único como o primeiro.

Mulher-Maravilha 1984 estreia em 5 de junho de 2020. Além de Gal Gadot, o filme conta com o retorno de Chris Pine (Steve Trevor) e Patty Jenkins, que além de dirigi-lo, trabalhou o roteiro ao lado de Dave Callaham (Os Mercenários). Kristen Wiig (Missão Marinha de Casamento) e Pedro Pascal (Game of Thrones) também fazem parte do elenco.