Na tarde de hoje, o site Variety informou que Gal Gadot está em conversas iniciais para participar do thriller da MGM, Deeper, ao lado de Bradley Cooper. O diretor do filme White God (2014), Kornel Mundruczo também está ligado ao projeto, bem como Max Landis, roteirista do filme. A produção conta com David Goyer e Addictive Pictures.

O filme conta a história de um ex-astronauta (Bradley Cooper) contratado para levar um submersível para as profundezas do oceano. Eventos sobrenaturais começam a acontecer à medida que o veículo se aproxima do seu destino. A possível personagem de Gal Gadot ainda não foi revelada.

Caso o contrato seja firmado, a produção do filme deve começar no primeiro trimestre de 2018. É possível que a atriz filme um novo longa, antes de retornar para o seu papel de Mulher-Maravilha na sequência do filme.

Exclusivo: Gal Gadot e a nova heroína universal

Por M.L.S.

10 perguntas com a atriz que estrela no primeiro filme dedicado a super-heroína do universo da DC Comics que tem um avião invisível e um par de braceletes a prova de balas que todas nós queremos.

Qual é a sua primeira lembrança da personagem da Mulher-Maravilha?
Quando eu era pequena, a Mulher-maravilha já era uma personagem conhecida, então eu sempre soube dela, mesmo durante a época em que eu não era fã de histórias em quadrinhos.

O público adorou as suas cenas em Batman v Superman: A Origem da Justiça. Essa reação positiva impactou de alguma forma a maneira como você trabalhou a personagem?
No final do dia, me senti extremamente sortuda e muito, muito grata pelo fato de o público ter gostado da personagem de uma maneira tão bonita. Mas, enquanto eu seguia para o próximo filme, Mulher-Maravilha, me concentrei em fazer da personagem o melhor que ela poderia ser. Pois quando você tenta agradar ao público, quando você tenta satisfazer a todos, você abre mão da sua verdade. E nunca todo mundo está feliz. Então, no meu caso, eu prefiro me apegar ao que acredito, à minha verdade e a trabalhar com o que eu acredito ser melhor para a personagem, assim como fiz com Batman v Superman.

Eu sei que entrar em forma para fazer Mulher-Maravilha deve ter sido um grande desafio, mas como você se preparou mentalmente e emocionalmente para interpretar a personagem?
Eu estava muito animada para fazer um filme solo da Mulher-Maravilha. Eu estava muito curiosa sobre como devíamos contar a história dela, porque seria a primeira vez que interpretaria um papel tão importante. Então, de vez em quando, me sentia como uma menininha escalando o Monte Everest, tentando descobrir a melhor maneira de chegar ao topo. Eu estava muito nervosa! Mas, ao mesmo tempo, eu tinha essa força interior positiva de que tudo ficaria bem. Felizmente, sou o tipo de pessoa que reage bem as situações estressantes e conseguimos o que queríamos. Tive muita sorte de trabalhar com pessoas que estavam na mesma sintonia, no aspecto criativo e com a qual eu tinha química. Tudo isso fez gravar o filme ser uma experiência maravilhosa.

Qual foi mais desafiador em seu treinamento físico?
A coisa mais difícil não foi uma em específico, mas o volume acumulado. Eu não só tinha que ir à academia para treinar durante duas horas todos os dias, depois eu tinha que andar a cavalo por duas horas e, então, eu tinha que voltar para a academia para praticar artes marciais por mais duas horas. E essa foi a minha rotina seis dias por semana. Honestamente, foi cansativo, mas depois de dois meses e meio eu realmente comecei a apreciá-lo. No entanto, começar com esse nível de treinamento foi difícil.

Mulher-Maravilha tem muitas cenas de ação complicadas, mas elas sempre estão acompanhadas de emoção e geralmente são momentos nos quais alguns detalhes do caráter emocional do personagem são revelados, como você acha que essas cenas ajudam a moldar a personagem da Mulher-Maravilha?
Sempre procuramos pelo momento que estabeleceu esse tom emocional de cada cena de ação. Nossa diretora, Patty Jenkins e eu, gostamos muito de fazer isso, porque cada ação é o resultado de um processo interno e cada ação tem emoção, seja excitação ou euforia, estresse ou nervosismo. Era muito importante ajustar o tom emocional subjacente de cada ação.

Você mencionou a diretora Patty Jenkins… Você trabalhou com Patty Jenkins, em Mulher-Maravilha, logo depois de trabalhar com o diretor Zack Snyder, em Batman v Superman, e antes de se reunir com ele para Liga da Justiça. Conte-nos como foi trabalhar com Patty e com Zack.
Deixe-me começar dizendo que eu amo os dois. Ambos são tremendamente talentosos e bons contadores de histórias. Claro, cada um tem um estilo próprio. Como trabalhei com Patty em um filme solo da Mulher-Maravilha, a colaboração durou mais tempo, trabalhamos juntas por mais de nove meses. Com Zack, a Mulher-Maravilha era apenas um dos vários personagens em Batman v SupermanLiga da Justiça. Acho que Zack tem um lindo estilo cinematográfico, diferente de tudo o que ele havia experimentado anteriormente. Com Patty, tudo tem  a ver com o coração da história dessa personagem e como tornar o espaço emocional tão específico e claro quanto possível.

O que você acha que Chris Pine, que interpreta Steve Trevor, traz para a dinâmica dos personagens de Diana e Steve?
Chris traz o melhor: um bom senso de humor. Nós tínhamos uma química fenomenal e nos fazíamos rir durante toda a produção. Ele é um cara muito divertido para trabalhar e e para estar junto. O senso de humor dele é uma boa parte de seu relacionamento com Diana.

As cenas que deveriam se passar na ilha de Themyscira foram registradas na costa de Amalfi, um dos lugares mais bonitos do mundo. Como foi a experiência de gravar lá?
Incrível. Adorei tudo em Londres, que é uma das minhas cidades preferidas, mas estava muito frio. Então, depois de ter gravado em Londres, ir para a Itália no verão foi a melhor coisas que poderia ter acontecido comigo. Estava onde eu queria estar, próxima ao oceano. O sol estava radiante, então eu era a garota mais feliz de toda a cidade. Além disso, na costa de Amalfi gravamos algumas das maiores e mais difíceis cenas de ação que já vi. Havia umas 100 lindas mulheres, fortes em uma atitude brutal, montadas em cavalos e lutando. Foi muito divertido, foi como acampar, adorei.

Como você se sentiu quando a personagem de Diana chega a Londres em seus trajes do início do século XX?
Eu adoro vestir essas roupas. Eu realmente gosto de ver dramas históricos que exigem um certo tipo de roupa. Gostei muito que Mulher-Maravilha foi um filme de época, fiquei fascinada com a forma como foi projetado.

O que você quer que o público leve para casa depois de assistir o filme Mulher-Maravilha, que estreia em junho?
Espero que eles gostem do filme. E depois de vê-lo, eu mesma, que sou a minha mais feroz crítica, achei fantástico. Todo o sangue, o suor e as lágrimas valeram a pena. Mulher-Maravilha tem tudo: enormes sequências de ação, uma bela história de amor e uma mensagem de esperança, amor e coragem que todos podem apreciar.

Tradução e adaptação: GGBR

Fonte

Há apenas dois meses da estreia de Liga da Justiça, a Warner Bros. começou a publicar os vídeos de divulgação do filme.

No primeiro vídeo, o elenco do filme se apresenta e convida os fãs a seguirem as redes sociais oficiais do filme.

No segundo, o elenco comemora o dia da Independência do México.

Liga da Justiça estreia no Brasil em 16 de novembro.

Liga da Justiça está na lista dos filmes mais aguardados do outono norte-americano, segundo a revista US Weekly. O filme que estreia em 15 de novembro conta com o Batman de Ben Affleck e a Mulher-Maravilha de Gal Gadot recrutando uma equipe de super-heróis para lutar conta uma grande ameaça: o Lobo da Estepe (Steppenwolf).

Alguns dos maiores ícones do universo da DC se juntam para lutar pela primeira vez,” diz Gal Gadot em entrevista, ao lado de Ben Affleck. Confira!

Flash (Ezra Miller), Batman (Ben Affleck) e Mulher-Maravilha (Gal Gadot), em Liga da Justiça.

Flash (Ezra Miller), Batman (Ben Affleck) e Mulher-Maravilha (Gal Gadot), em Liga da Justiça.

US Weekly: Como o personagem de vocês mudou, desde a última vez em que os vimos?
Gal Gadot: Ela cresceu, faz um século, afinal! Ela trará as qualidades específicas dela a uma dinâmica de grupo e ela conhece o inimigo melhor do que qualquer um.
Ben Affleck: Em Batman v Superman, ela estava no limite. Mas em Liga da Justiça, ele encontra a esperança novamente. Ele precisa se abrir e se dar bem com os outros. Ele sabe que precisa deles.

US Weekly: Ben, o Batman luta para se encaixar?
Ben Affleck: Ele é uma espécie de solitário, mas ele está realmente tentando fazer dar certo e desenvolver um bom relacionamento com todos. Pode ser que ele seja um mentor para o Flash.

US Weekly: Qual é a dinâmica entre o Batman e a Mulher-Maravilha?
Gal Gadot: Como eles já lutaram juntos, eles conhecem os pontos fortes de cada um. Eles também entendem a esperança que o Superman representava, isso foi perdido [quando ele morreu], então eles sentem mais do que os outros.

US Weekly: Fisicamente, como vocês se prepararam?
Ben Affleck: Trata-se de prestar atenção no que você come, levantar peso, correr. O traje do Batman é bem apertado, então você tem que se preparar!

Fonte

Tradução e adaptação: GGBR

No início da semana (11), o Variety anunciou a notícia que os fã de Gal Gadot e Mulher-Maravilha esperavam: Patty Jenkins finalmente assinou o contrato para dirigir a sequência do filme. O acordo inclui a direção, produção e roteiro da sequência do filme da Warner Bros, fazendo com que Patty Jenkins possa ser a diretormais bem paga de todos os tempo.

A matéria também confirmou o que já sabíamos: Gal Gadot continua no papel da princesa amazona.

Em seguida (13), foi anunciado que mais um membro se juntaria à Mulher-Maravilha 2. Dave Callaham, o co-roteirista do filme de ação Os Mercenários, se juntou a Patty Jenkins e a Geoff Johns na equipe de roteiristas de Mulher-Maravilha 2.

Jenkins e Callaham já têm uma relação de trabalho forte e foi a diretora que o trouxe para o filme. Os dois estavam trabalhando juntos em Jackpot, a adaptação em inglês de um livro de Jo Nesbo; esse seria o próximo projeto de diretora de Jenkins, antes de ela assumir a direção de Mulher-Maravilha.

Além de originar Os Mercenários, os créditos de Callaham contam com Godzilla (2014) e no reboot de The Wolfman. Ele também é o escritor e o produtor executivo da série de comédia de ação da Amazon, Jean Claude van Johnson.

Mulher-Maravilha 2 deve estrear em 13 de dezembro de 2019.

Com informações de THR. Tradução: Mulher-Maravilha Brasil

Gal Gadot continua a sua atarefada estadia em Israel. Na noite de sábado (09), a atriz participou do programa Gav Ha’Uma. O programa é uma espécia de talk-show com sátiras, apresentado por Lior Schleien, Orna Banai, Guri Alfi e Einav Galili. Gav Ha’Uma é exibido pelo Channel 10.

A chamada da participação de Gal Gadot no 18º episódio da 6ª temporada do programa perguntava, “Quantas maneiras estranhas de pedir uma selfie existem? Gal Gadot está chegando ao Gav Ha’Uma esta noite (sábado), às 21:15, no Canal 10.

O vídeo da participação de Gal Gadot pode ser conferidos abaixo, a partir do minuto 39, sem legenda.

Apesar da participação da atriz e modelo no programa, Gav Ha’Uma não foi o mais assistido na noite de sábado, em Israel.

Veja as fotos em nossa galeria.

Inicio » Séries e TV | TV Shows & TV Appearances » 2017 » 09.09 | Gav Ha’Uma

Qual é a verdadeira face de uma lutadora? A atriz fala sobre Mulher-Maravilha

“Quero viver em um mundo onde os exércitos não são necessários,” Gal Gadot.

Mulher-Maravilha, o filme que quebrou recordes nos Estados Unidos e ao redor do mundo, estreou apenas mês passado no Japão, em 25 de outubro. No filme, a princesa Diana, uma menina muito curiosa e que cresceu em uma ilha habitada apenas por mulheres, surge como a Mulher-Maravilha. A super-heroína parte em uma aventura para conhecer o mundo exterior e deter a Primeira Guerra Mundial. Tudo isso através dos olhos de uma diretora, Patty Jenkins. “Quando eu era criança, a Mulher-Maravilha já era famosa, então ela era uma personagem conhecida há muito tempo. Acho que não há um momento perfeito para se contar a história de uma super-heroína,” denota Gal Gadot.

O filme está chamando a atenção por possuir uma diretora e por mostrar uma super-heroína que nunca esteve no cinema antes. Mas como será para Gal Gadot viver em Hollywood, uma sociedade masculina? “Eu sempre acho que a condição da mulher é um copo com água pela metade. Ou seja, não olhando para o passado, para o que não foi alcançado, mas olhando para o que foi. Não é que um gênero seja superior ao outro, o que importa é que sejam iguais.

Além dos 1,78m de altura, a atriz que interpreta a Mulher-Maravilha tem como marcas registradas os longos braços e pernas e um rosto pequeno. Quando perguntada qual é o segredo da sua beleza, do estilo e da ação excepcional em tela, ela fala da rotina rígida de treinos para o papel. A atriz treinou 2 horas de levantamento de peso, 2 a 3 horas de equitação e 2 horas de artes marciais, por 6 meses, 6 vezes por semana. Ela também fez a maioria de suas cenas de ação, “Eu treinei todos os dias durante as gravações. Treinei muito intensamente, então, após finalizar, eu dei uma pausa. Meu treino muda cada vez que eu faço ele, estou em pilates agora. Gosto de Stand Up Paddle, amo o mar!

Inicio » Ensaios Fotográficos | Photoshoots » 2017 » 011 | ModelPress

Gal também é uma mãe que cria duas filhas em casa, enquanto grava arduamente. Será que existe algum segredo para manter o corpo, enquanto ela passa pelo nascimento de sua segunda filha e a criação da outra? “Eu faço essa pergunta regularmente, mas sou uma pessoa normal. (risos) Mas eu tento beber muita água e tento comer coisas saudáveis para me manter positiva e sempre fazer as coisas. Estou tentando ver o meu lado positivo, mas eu não tenho nada como um segredo!

Ela é de Israel e possui dois anos de experiência no serviço militar obrigatório do país. Mulher-Maravilha se passa na Primeira Guerra Mundial, mas se ela se perguntar o que ela acha do serviço militar, a atriz escolhe cuidadosamente as palavras, “Bem, acho que todos, inclusive eu, podem viver em um mundo onde os exércitos não são necessários, acho que todos querem isso. Mas infelizmente não é assim, especialmente em Israel, onde o serviço militar é uma obrigação que todos devem experimentar. Então, eu tive que experimentar também.” E nesse momento ela se parece com a própria Mulher-Maravilha, desejando paz no mundo, como no filme.

Após o enorme sucesso deste filme, o próximo lançamento da DC nos cinemas é no final do ano (novembro), com Liga da Justiça. Quanto ao desenvolvimento futuro da história da Mulher-Maravilha, Gal Gadot conta, com um sorriso significativo, “Acho que ainda há muita coisa a ser contada. Estamos trabalhando agora com a história de por quê ela se tornou a Mulher-Maravilha. Eu tenho uma base, mas há muitas coisas que eu ainda não encontrei.

Ao final da entrevista, quando perguntada como ela estava, Gal Gadot simplesmente responde, “Eu estou feliz, eu não sei o que dizer… Estou muito feliz.

Tradução e adaptação: Gal Gadot Brasil

Fonte

Gal Gadot está aproveitando a passagem dela por Tel Aviv, Israel, para dar apoio aos eventos e marcas locais.

Hoje (05), a atriz compareceu à Semana de Moda de Israel 2017 acompanhada de sua amiga Meital Weinberg Adar. A atriz e sua amiga prestigiaram o desfile da marca israelense Factory 54, que apresentou a sua nova coleção outono/inverno 2017-18. O desfile aconteceu em um galpão em Tel Aviv.

Confira as fotos e um vídeo de Gal Gadot no evento.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 09.05 | Semana de Moda de Israel: desfile da Factory 54