Gal Gadot falou sobre Liga da Justiça  ao DC All Access, na última semana. Confira a tradução feita pela equipe do GGBR.

Como a história da Diana de Mulher-Maravilha entra na história de Liga da Justiça?
Quando estávamos gravando o filme da Mulher-Maravilha, ele era todo sobre a Diana e a evolução pela qual ela passa. Quando a vemos novamente em Liga da Justiça, ela tem estado por aí, pelo mundo dos homens, por muitos anos, mas ainda é a mesma personagem. Ela está lá para ajudar as pessoas e para tentar tornar o mundo um lugar melhor. A única diferença é que ela tem trabalhado sozinha por muitos anos.

Como você vê o papel dela na equipe? O que ela traz para a dinâmica?
Para mim, era importante que ela fosse o que unisse a equipe. Acho que uma das coisas especiais e lindas na Diana é que ela se importa com as pessoas da maneira mais sincera. Então, nas cenas dela, eu tive certeza de que ela faria com que cada um deles se sentissem fortes, amados e capazes. A história em Liga da Justiça é maior que a Diana, é sobre a Liga toda.

Como foi a primeira vez que você viu todo mundo no traje?
Surreal. Foi muito estranho e engraçado, mas muito emocionante. Nos primeiros dois dias que estávamos gravando, em um momento eu estava super séria com a espada e o escudo e no próximo, começava a rir. Todos estão como se parecem nas revistas em quadrinhos. Daí eles cortam e é como o Halloween.

A Diana luta diferente e mistura as habilidades dela com a de seus novos colegas de equipe?
Acho que a única diferença é que eles têm que trabalhar juntos. É como uma dança. Um deles precisa determinar a batida e o outro precisa fazer o movimento no tempo perfeito. Acho que lutar ao lado da equipe deixa Diana mais estressada, pois ela não quer que nada aconteça com nenhum deles.

Inicio » Revistas | Magazines » 2017 » Outubro | DC All Access

Nos dias 26 e 27 de outubro, o elenco de Liga da Justiça esteve na China para promover a estreia do tão aguardado filme.

Henry Cavill, Ben Affleck, Gal Gadot, Jason Momoa, Ezra Miller, Ray Fisher e o produtor executivo Charles Roven cumpriram uma atarefada agenda de eventos que incluía: estreia do filme, dois painéis de perguntas e respostas com os fãs e com a imprensa asiática, além da visita a um dos mais conhecidos pontos turísticos de Beijing, o Templo do Céu.

26 de outubro

O elenco inicio o dia com um painel de perguntas e respostas com os fãs e a imprensa. Além disso, eles distribuíram pôsteres autografados para os presentes. Saiba mais sobre o painel de perguntas e respostas aqui.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 »  10.26 | Press Junket de “Liga da Justiça”, em Beijing – 1º dia

Mais tarde, o elenco de Liga da Justiça seguiu para a estreia do filme e uma rápida conferência de imprensa, no 798 Art Zone, em Beijing.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.26 | Estreia de “Liga da Justiça”, em Beijing

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.26 | Conferência de Imprensa de “Liga da Justiça”

27 de outubro

Henry Cavill, Ben Affleck, Gal Gadot, Jason Momoa, Ezra Miller, Ray Fisher participaram de mais um painel de sessão de perguntas e repostas com os fãs e com a imprensa asiática. Confira aqui os melhores momentos do painel.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.27 | Elenco de “Liga da Justiça” se encontra com fãs em Beijing

Mais tarde, o elenco de Liga da Justiça visitou o Templo do Céu, em Beijing, em um dia com muita serração e posou para os fotógrafos.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.27 | Elenco de “Liga da Justiça”, no Templo do Céu, China

Eles também concederam entrevista para um programa chinês.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.27 | Press Junket de “Liga da Justiça”, em Beijing – 2º dia

 

Ainda durante a turnê de divulgação de Liga da Justiça, Gal Gadot, Henry Cavill, Ben Affleck, Jason Momoa, Ezra Miller, Ray Fisher e o produtor do filme, Charles Roven, participaram de uma sessão de perguntas e respostas com fãs, em 27 de outubro.

Uma das perguntas do painel foi qual era o super-herói preferido de Henry Cavill, quando pequeno. Após ser pressionado pela audiência a dizer que era o Batman, ele respondeu que costumava ser, mas agora é o Flash. A mesma pergunta foi feita a Charles Roven, que respondeu “Eu li todos [os quadrinhos de super-heróis] e amo todos, mas é o Batman.” A pergunta foi feita para todos os membros do elenco, Ben Affleck disse que também era o Batman. Já Gal Gadot defendeu a sua personagem, “Eu também gostava do Batman, mas eu amo a Mulher-Maravilha. Jason Momoa surpreendeu a todos dizendo que queria ser o Lobo, “Para que eu pudesse bater no Batman.

Em outro momento, Ezra Miller compartilhou o gosto musical de todos do elenco, “Jason sempre estava ouvindo metal, tipo Metallica. Henry gostava muito de música country, é muito Superman. Gal é uma grande fã de Radiohead. Ben conhece uma infinidade de músicas do Bob Marley. Você sempre veria ele cantando músicas do Bob Marley, para entrar no clima. Eu ouvia muito hip-hop e aí eu perguntava para o Ray, ‘Ray, o que você está ouvindo no fone de ouvido?’ e ele respondia, ‘Cantos gregorianos.’

Por fim, Gal Gadot falou sobre trabalhar com o elenco e como se preparou fisicamente para o papel.

Por fim, o elenco recomendou o filme para os fãs chineses, em poucas palavras.

Ao final do painel, o elenco atendeu os fãs, entregando pôsteres autografados.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.27 | Elenco de “Liga da Justiça” se encontra com fãs em Beijing

No final de outubro, o elenco de Liga da Justiça esteve em Beijing, China, para divulgar o filme que estreia em 16 de novembro. Gal Gadot, Henry Cavill, Ben Affleck, Jason Momoa, Ray Fisher e Ezra Miller participaram de uma sessão de perguntas e repostas ao lado de fãs e membros da mídia.

Confira os melhores momentos da primeira de muitas coletivas de imprensa para a divulgação de um dos filmes mais aguardados do ano.

Ezra Miller foi questionado sobre o que ele achava da afirmação feita por alguém de que a equipe de super-heróis era como uma grande família, sendo o Batman (Ben Affleck) o pai dele e Diana Prince (Gal Gadot), a mãe dele. “Alguém?” ele respondeu sorrindo. “Obviamente eu disse isso! Então, claro que eu concordo com o que eu disse. Meu pai Ben…” o ator que interpreta Batman interrompeu Ezra Miller, “Estamos muito orgulhosos de você.

Jason Momoa foi perguntado sobre qual dos colegas de equipe ele gostaria de enfrentar em uma luta. O ator que interpreta Aquaman citou um a um de seus colegas: “O Superman não vai me bater, porque ele é o Superman; a Mulher-Maravilha vai acabar comigo; o Batman… Definitivamente vou bater no Batman; o Flash, eu simplesmente não consigo acompanhá-lo; o Cyborg, não sei qual é a situação dele… Então, é, o Batman.

Quando perguntado qual parte de sua personalidade é a mais parecida com a do Superman, Ben Affleck respondeu, “Eu sou tão charmoso quanto o Superman.

Um repórter perguntou a Gal Gadot quem ela acha que a Mulher-Maravilha vai namorar. A atriz foi rápida na resposta, “A história da Liga da Justiça é muito maior do que a da Mulher-Maravilha e Diana está lá por uma causa maior, a luta.

Gal Gadot também falou sobre o final de Batman v Superman e a decisão de Diana Prince em “abandonar” a humanidade.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.26 | Press Junket de “Liga da Justiça”, em Beijing

Com informações de Ben Affleck Subtitle.

Na noite de 21 de outubro, Gal Gadot participou de uma segunda exibição especial de Mulher-Maravilha no Linwood Dunn Theater, um dos auditórios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (responsável pelo Oscar).

Como na exibição do filme que aconteceu em 14 de outubro, a atriz participou de uma sessão de perguntas feitas pelos convidados, membros da mídia e da Academia. Entre os assuntos abordados, Gal Gadot contou a história de como ela conseguiu o papel de Mulher-Maravilha.

“Eu nem ao menos sabia para o que eu estava fazendo teste. Eu sabia que era um filme de Zack Snyder para a Wb, então presumi que era para Batman v Superman. Mas eu nunca soube enquanto eu estava fazendo os testes – e foram bastante – que era para Mulher-Maravilha. Então, dois dias entes de eles me chamarem para fazer um teste de câmera com o Ben, minha agente me perguntou, ‘E aí, para o quê é? Qual é o papel?’ e eu disse, ‘Não faço ideia. Quando eles vão me contar para o que é isso?’ Aí o Zack Snyder me ligou no mesmo dia e disse, ‘Eu não sei se você já ouviu falar da Mulher-Maravilha, em Israel…’ e eu fiquei tipo, tentando soar o mais tranquila possível, ‘Claro, a Mulher-Maravilha. Claro, com certeza, nós a conhecemos, em Israel.’ E foi isso. Eu nunca soube que eles planejavam um filme solo, eu acho que eles estavam esperando para ver como eu me saia…” – Gal Gadot


No entanto, foi a história de uma garotinha de 6 anos também de Israel e também chamada Gal o maior assunto da noite. A história foi contada pelo ator e diretor Jeffrey Scott Basham: a sobrinha dele perdeu as duas pernas e todos os coleguinhas da escola por conta de um bombardeio que aconteceu em Israel, há pouco tempo. A pequena Gal faz reabilitação e fisioterapia todos os dias, se veste e assiste Mulher-Maravilha enquanto reaprende a andar com próteses.

Eu realmente acredito que não é sobre mim, é a história e a personagem. Eu só sou o recipiente [dela] e me sinto tão privilegiada de ter tido a oportunidade de poder ver criancinhas ou até mesmo jovens adultas, ou qualquer que seja a idade; e fazê-las se sentirem felizes e fortes ou melhores, e estou tão feliz que o filme e a história da Diana a ajuda a passar por esse momento tão difícil.” – Gal Gadot

A atriz deixou uma mensagem em hebreu para a garotinha, durante uma conversa com o ator e diretor, nos bastidores do evento.


Apesar de filmes de super-heróis raramente concorrer ao Oscar, a Warner Bros Pictures iniciou a campanha de Mulher-Maravilha para uma vaga na premiação nas seguintes categorias:
– Melhor filme;
– Melhor diretora: Patty Jenkins;
– Melhor roteiro adaptado;
Melhor atriz: Gal Gadot.

Mulher-Maravilha inicia campanha para concorrer ao Oscar nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretora, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Atriz

As fotos do evento estão em nossa galeria.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.22 | Exibição de “Mulher-Maravilha”, no Linwood Dunn Theater

Na noite de ontem, aconteceu uma exibição especial de Mulher-Maravilha no Linwood Dunn Theater, um dos auditórios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (responsável pelo Oscar).

Além da exibição do filme – que já está disponível em DVD, bluray e mídias digitais – Gal Gadot, Patty Jenkins, Danny Huston, Connie Nielsen e Saïd Taghmaouinot participaram de uma sessão de perguntas e respostas junto de membros da mídia e da Academia.

Entre os assuntos abordados na conversa da noite, Gal Gadot falou sobre o banimento do filme em alguns países, além do treinamento que ela e Connie Nielsen receberam para os seus papeis. Danny Huston contou que a maior cena de ação dele foi dançar valsa com Gal Gadot, o que ele fez de maneira péssima, já que pisava no pé da atriz a todo momento. Outra curiosidade, essa foi a primeira vez que Saïd Taghmaouinot (Sameer) assistiu o filme; ele esteve ocupado com outras gravações, desde a sua estreia.

Especula-se que essa exibição seja para enfatizar a concorrência do filme na premiação do Oscar de 2018.

Conheci a Mulher-Maravilha na noite de ontem e ela me disse que, apesar de ser baixinha, eu seria uma EXCELENTE amazona.Kacie Flowers

A atriz foi aplaudida em pé, quando entrou no palco e todos os presentes elogiaram o carisma da atriz.

A Gal é tão legal e generosa, foi um prazer conhecê-la!” DeeDee Bigelow

As fotos do evento estão em nossa galeria.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.14 | Exibição de “Mulher-Maravilha”, no Linwood Dunn Theater

Há poucas semanas da estreia deste que é um dos maiores filmes de super-heróis de todos os tempo, Liga da Justiça está na edição de dezembro da revista inglesa SFX. A revista conversou com o elenco do filme em San Diego, durante a Comic Con deste ano, que falou mais sobre a dinâmica deste grupo de super-heróis e como foi trabalhar com dois diretores.

Confira a tradução de partes da matéria, feita pela nossa equipe.

Trabalho em equipe

Ben Affleck diz que a colaboração do elenco é como a vista pelos personagens dele, na telona. “É interessante, pois esse meio que é o tema do filme. É sobre os vários indivíduos e como é que eles se unem para trabalharem juntos, basicamente, e se ajudarem. Nem todos eles pulam no mesmo barco com a mesma missão, imediatamente. Há um processo através do qual Bruce Wayne está tentando recrutar pessoas e convencê-las da verdade da causa e que é importante que elas trabalhem juntas. Então, essa dinâmica é realmente uma grande parte do primeiro e segundo ato do filme. Funcionou dramaticamente.”

O ator que interpreta Batman continua, “Essa é uma dinâmica bem diferente do primeiro filme para Bruce Wayne, quando ele estava cheio de ódio e ressentimento e um tipo de raiva irracional pelo Superman. Aqui, ele realmente está no modo mais clássico da história do Batman, quando ele é mais heroico, tentando salvar e proteger as pessoas, tentando criar essa unidade. Isso foi uma coisa totalmente diferente. A ideia de que esse personagem está tentando formar uma equipe e fazê-los trabalharem juntos. Porque o Batman é um tipo de cara obscuro, conflituoso e que guarda as coisas. Então, foi um desafio para ele exteriorizar e tentar fazer com que todas essas pessoas trabalhassem juntas.

Gal Gadot completa, “É uma ótima oportunidade de ver todos esses rejeitados, todos esses estranhos, encontrarem um jeito de lutarem juntos pela justiça.

Com as novas cenas divulgadas de Liga da Justiça, é fácil identificar a Mulher-Maravilha e o Batman como sendo a figura da mãe e do pai do grupo de heróis. Ray Fisher concorda e diz rindo, “A mãe é super legal e o pai é muito rabugento.

Eu estava amamentando Ezra,” Gal Gadot brinca, em tom sério. “Acho que ambos são tipos muito alfa,” ela continua, falando sobre Bruce Wayne e Diana Prince. “Ambos lidam com o passado deles e ambos farão qualquer coisa para fazer um mundo melhor, combater o crime e lutar contra o mal. Então, temos muito em comum. É como o yin e o yang. Eles trabalham bem juntos. Ele tem tudo o que ela não tem, ela tem tudo o que ele não tem e eles trabalham pela mesma causa… Ela é mais calorosa, mais amorosa e aberta, e ele é mais sofisticado.

Durão, mas sofisticado,” completa Affleck. “Ele é um idiota. É um estereótipo total.

Os personagens

Sobre a luta que Batman enfrenta em Liga da Justiça, Affleck explica que “Bruce Wayne tem uma espécie de escuridão interior e cinismo que ele tem que superar para reunir a equipe dele.

A Mulher-Maravilha,” diz Gadot, “tem 900 ou 3000 anos, dependendo de quem você está ouvindo. Por causa disso, ela é muito solitária. Ela teve muita perda durante todos esses anos.

Barry,” diz Miller sobre seu personagem, “despreza costumes sociais e burocracias demoradas.

Aquaman,” adiciona Momoa, “não é nem o Aquaman ainda. Ele não é o Rei dos Sete Mares. A gente não chega nisso até o meu filme solo, no final. Realmente, é um grande crescimento para mim. É um arco gigante para o Arthur Curry. Pode ser duro para muitos fãs assistirem o que eles verão, como eu o interpreto. Mas vocês têm que esperar até termos o filme solo para realmente saber. Porque ele ainda não é rei. Ele não acredita em si mesmo, ele não sabe o que fazer com os poderes que tem. Ele está passando por muita perda. Ele odeia os Atlantes. O fato das pessoas estarem chamando ele de Aquaman; no momento, ele não poderia ligar menos para qualquer coisa Atlante. Então, ele ainda não está lá ainda. Isso é um pouco difícil de mostrar. Temos que determinar a origem, [para] onde estamos indo. Algumas pessoas ficarão, ‘Esse não é o meu Aquaman’. Mas ainda não chegamos lá.

Dois diretores

Ben Affleck diz que o filme só se beneficia tendo dois diretores veteranos nele. “Seria difícil, para mim, encapsular o estilo de Zack de forma sucinta, ou o de Joss. Ambos têm um forte senso intuitivo de como uma cena deveria ser e eles pensaram muito sobre isso, muito tempo antes. Eu não tenho a impressão de que nenhum deles têm um estilo específico que sucede a maneira como eles querem contar a história. Eu acho que eles estavam focados nos personagens e na história e permitiram que isso ditasse o estilo. Claro, ambos têm um senso de estilo muito forte [e são] ligeiramente diferentes. Mas, contudo, ambos fazem filmes atraentes.

Joss só trouxe para o filme o que bons diretores trazem,” Affleck continua. “que é bom gosto. O senso do que vai dar certo na história e o que não vai. Um instinto para o realismo e para encontrar a humanidade nos personagens e no conflito e fazê-la acessível e relevante. Acho que isso é algo que ele fez muito bem em Os Vingadores, francamente. Ele realmente definiu o tom e pareceu que muitos dos filmes depois disso seguiram o tom que ele criou. Foi uma coisa muito complicada, quando você tem todas essas pessoas que podem fazer todas essas coisas fantásticas que são completamente absurdas, e, no entanto, um bom cineasta como Joss nos coloca dentro dela, nos faz identificarmos com eles e os faz parecerem reais e torna isso interessante. Muitos caras conhecem as histórias em quadrinhos, muitas pessoas têm essa base de conhecimento. O que Joss realmente tem é o talento.

Toda experiência é diferente, quando você trabalhar com diretores diferentes,” diz Gadot. “Eu acho que no fundo, todos e cada um deles tem a compreensão de como contar uma boa história. Então, sim, é claro que você sente a diferença, mas não de maneira ruim. Só porque são pessoas diferentes.

Inicio » Revistas | Magazines » 2017 » Dezembro | SFX Magazine

Na tarde de hoje, em Los Angeles, aconteceu o almoço da Variety “Women of Power” (mulheres de poder, em tradução livre), apresentado pelo canal norte-americano Lifetime. Dentre as homenageadas da tarde, estavam a diretora Patty Jenkins e as atrizes Michelle Pfeiffer, Kelly Clarkson, Priyanka Chopra e Octavia Spencer.

Para entregar a homenagem à Patty Jenkins, ninguém mais adequado do que a sua colega de trabalho e amiga, Gal Gadot. Em seu dicurso, Gal Gadot disse que ao conhecer a diretora, ela teve certeza que ela era a pessoa certa para dirigir o longa da princesa amazona, “Ela sabia exatamente como o filme deveria ser e estava determinada a torná-lo especial, único e inspirador.

A atriz também enfatizou que para dirigir um filme de super-herói, o diretor deve ser muitas coisas, mas não precisa ser um homem.

Ainda durante os discursos, a cantora Kelly Clarkson falou sobre o poder de Mulher-Maravilha e como a filha dela de três anos está viciada na super-heroína, “E eu estou muito orgulhosa.” A cantora também representou todos os fãs de Gal Gadot no palco, ao dizer queEla não é só uma das pessoas mais bonitas, mas ela também é uma ótima atriz e muito inteligente. Ela é tudo. A gente dá tanto duro e ela é naturalmente boa em tudo. Ela é tão engraçada. Nem acredito que estou olhando para ela.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2017 » 10.13 | Almoço da Variety “Power of Women”, apresentado pelo Lifetime (Cerimônia)
Mais notícias:« Primeira...89101112...2030...Última »