A revista inglesa do mundo da ficção científica, fantasia e horror, SciFiNow, entrevistou Gal Gadot sobre o seu próximo trabalho do universo cinematográfico da DC Comics, o filme da Mulher Maravilha. Confira a matéria traduzida.

O que esperar do filme solo de Mulher Maravilha
Por Abigail Chandler & Adam Tanswell
Tradução: Lari

A recepção para Batman v Superman: A Origem da Justiça pode não ter sido o que a DC/Warner Bros estava esperando, mas a reação da primeira aparição cinematográfica da Mulher Maravilha, sem dúvida, compensou. Nós vibramos quando Gal Gadot apareceu em seu figurino pela primeira vez, de pulsos cruzados, punhos ainda vermelhos após desviar a explosão, salvando o Batman. Foi uma introdução perfeita para ela nas telonas – e só demorou 75 anos.

Mas essa não é a última vez que a veremos – finalmente, ela terá seu próprio filme no cinema, com estreia prevista para junho de 2017 e dirigido pela diretora de Monstro: Desejo Assassino, Patty Jenkins. Grande parte do filme está sendo mantido em segredo, mas nós sabemos que ele será uma história que retoma aquela foto de 1918, revelada em Batman v Superman, lutando ao lado de Chris Pine, como Steve Trevor.

Gal Gadot, a atriz que a trará à vida, nos deu um pouco de informações sobre o que esperar do filme Mulher Maravilha. “Em Batman v Superman, você está sendo apresentado a uma Mulher Maravilha muito experiente e sombria. Ela tem estado por aí por um tempo. Algo aconteceu há 100 anos que a fez não querer se envolver no mundo dos homens. No entanto, vamos contar toda a história do amadurecimento de Diana. Nós veremos como ela se torna a Mulher Maravilha. Ela é muito diferente da Diana que você vê [em A Origem da Justiça]. Ela é mais ingênua e mais pura. Ela é uma jovem idealista que ainda não entende as complexidades da vida.

Quando a Mulher Maravilha aparece em seu traje em BvS, ela muda o rumo de uma luta que nenhum dos heróis do título estavam ganhando. Mas Gadot nos promete que, mesmo havendo ação no filme solo de Mulher Maravilha, esta não é a parte mais importante dele. “Eu acho que o coração do filme é o amadurecimento de Diana. Diana é tão apaixonado pela vida e ela é tão apaixonada pelo amor, verdade e justiça – e ela é muito inspiradora, até mesmo para mim. Uma das razões pelas quais Patty Jenkins concordou em fazer este filme foi por causa da história central. A ação é fantástica. Você terá ação, mas temos uma história muito, muito sólida para contar.

Mulher Maravilha estreará nos cinemas em 2 de junho de 2017.