O Deadline informou que Gal Gadot está próximo de fechar um acordo para estrelar e ser produtora executiva de uma mini-série sobre a atriz e inventora austríaca Hedy Lamarr. Hedy Lamarr é considerada como uma Mulher-Maravilha judaica da vida real, com invenções que tornaram possíveis o WiFi e o GPS. Gal Gadot queria tornar esse projeto real há algum tempo.

Além de interpretar Hedy Lamarr, a atriz será uma das produtoras executivas da mini-série ao lado de seu marido e parceiro de produção Jaron Varsano, Sarah Treem (The Affair) e Warren Littlefield (O Conto da Aia). Sarah Treem também é a co-criadora e roteirista da mini-série. O estúdio que produzirá a série é o Endeavor Content. O projeto será exibido pelo Showtime, graças ao relacionamento de Sarah Treem com o canal.

Nascida na Áustria, Lamarr iniciou a carreira dela na Checoslováquia no início dos anos 30, antes de deixar o marido dela, um rico austríaco fabricante de munição, e se mudar para Paris. Em Londres, ela conheceu o chefe do estúdio Metro-Goldwyn-Mayer (MGM), Louis B. Mayer, que lhe ofereceu um contrato de filmes em Hollywood, onde ela estrelou em Argélia (1938), Fruto Proibido  (1940), A Mulher Que Eu Quero (1940), O Inimigo X (1940), Pede-Se Um Marido (1941), Sol de Outono (1941) e Sansão e Dalila (1949).

Hery Lamarr (nome de batismo Hedwig Kiesler) também foi uma inventora. No início da Segunda Guerra Mundial, ela e o compositor George Antheil desenvolveram um sistema de orientação por rádio para os torpedos aliados, que usavam espalhamento espectral e frequência. Aspectos do trabalho deles foram incorporados na tecnologia Bluetooth e WiFi. Em reconhecimento às suas contribuições, o nome da dupla foi inserido no Hall da Fama dos Inventores Nacionais, em 2014.

No momento, Gal Gadot está gravando a sequência de Mulher-Maravilha na Europa.