The Hollywood Reporter divulgou uma lista feita por eles das 100 mulheres mais poderosas do entretenimento no ano de 2017. A lista é composta por todas aquelas que estremeceram Hollywood este ano, criando filmes e séries inovadores e maravilhosos, abrindo espaço para que mais mulheres brilhem nessa indústria.

O critério usado pelo THR para escolher as 100 mulheres foi destacar 16 líderes que dominaram a indústria do entretenimento e que estiveram em alta em 2017 e agrupar as demais pelo papel que elas representam em Hollywood, desde atrizes até agentes e representantes.

Gal Gadot e Patty Jenkins, nossa dupla dinâmica de ouro de Hollywood, aparecem na categoria Equipe Poderosa.

Gal Gadot e Patty Jenkins estão na lista das 100 mulheres mais poderosas do entretenimento

Gal Gadot e Patty Jenkins

Patty Jenkins e Gal Gadot

Diretora e atriz, Mulher-Maravilha

Categoria: Equipe Poderosa

No verão de 2015, Gadot e Jenkins se conheceram pela primeira vez em um restaurante de sushi, em Atlanta, onde a atriz estava gravando Vizinhos Nada Secretos. “Após duas ou três horas, eu senti como se estivesse sentada com uma das minhas melhores amigas, pois temos tantas coisas parecidas em nossas vidas com as nossas famílias, o modo como vemos o mundo,” diz Gadot. Aquele jantar marcou o nascimento de um casal poderoso formidável: a diretora de Mulher-Maravilha, que dirigiu Charlize Theron para um Oscar de melhor atriz em 2003 por Monstro: Desejo Assassino, e a estrela dela criariam um filme cuja arrecadação de bilheteria mundial de $822 milhões de dólares quebrou recordes (filme de ação dirigido por uma mulher com a maior arrecadação) e ultrapassou a meta financeira e crítica da Warner Bros., que lançou uma campanha do Oscar para ele. E daí se foi um casamento arranjado pelo estúdio, com Jenkins não podendo opinar sobre quem lideraria o seu projeto mais ambicioso até o momento (Gadot já havia aparecido em Batman v Superman, de Zack Snyder).

Eu sou tão meticulosa com a escolha do elenco,” admite Jenkins. “Mas esse processo foi uma experiência maravilhosa de acreditar que pode acontecer de outra maneira, além de ter que confiar apenas em mim e no meu instinto. Eu não poderia ter tido mais sorte do que com a Gal.” Após longa negociação, Jenkins assinou para a continuação de 2019 (com um pagamento recorde para uma diretora: algo na faixa de $7 milhões a $9 milhões com significativo backend*.) E isso fez Gadot suspirar em alívio. “Patty tem essa habilidade incrível de estar tão envolvida emocionalmente com a história,” ela diz. “Sinto como se eu fosse a atriz mais sortuda do mundo.

Mulher de Hollywood com a qual eu trocaria de trabalho por um dia

Gal Gadot: “Ninguém. Eu amo o que faço. Às vezes, é pura diversão e prazer e, às vezes, é desafiador e difícil, mas eu adoro isso, porque é a minha jornada especial.

Os três convidados no meu jantar dos sonhos seria

Gal Gadot: “Stephen Hawking, Malala Yousafzai e Patty Jenkins.

Última série que eu maratonei

Gal Gadot: The Handmaid’s Tale

Personagem de TV ou filme que eu mais me identifico

Gal Gadot: “Borat. Ha!

Como eu passaria um dia a mais

Gal Gadot: “Aproveitaria eme com a minha família em meio a uma linda paisagem… Ou dormindo! 

Inicio » Ensaios Fotográficos | Photoshoots » 2017 » 006 | Miller Mobley

*Backend: pagamento extra, após algumas condições pré-determinadas serem cumpridas. Por exemplo, 2% da arrecadação final, caso o filme ultrapasse $1 bilhão de dólares de bilheteria.