Na noite de ontem, Gal Gadot foi uma das homenageadas no evento de Gala do Festival Internacional de Cinema de Palm Springs. A atriz compareceu ao lado de sua colega de produção, Patty Jenkins, quem entregou a ela a homenagem de Estrela em Ascensão.

Em seu discurso de apresentação da atriz, a diretora Patty Jenkins enfatizou que Gal Gadot não é apenas Diana Prince quando está diante das câmeras, “Você escolhe o elenco de um filme de super-herói e espera por alguém que encarne o personagem. Mas o que temos aqui é um ser humano muito incrível, gentil, caloroso, generoso e corajoso. E ela traz a personagem tão querida, a Mulher-Maravilha, a vida todos os dias.

A diretora também falou da dedicação e trabalho de Gal Gadot em interpreta essa personagem, “Sobre o que eu não posso falar muito é da quantidade enorme de talento verdadeiro que é preciso ter quanto as dificuldades de interpretar a Mulher-Maravilha. Eu sei como é. As pessoas não assistem os filmes de super-heróis pelo trabalho na atuação, mas o que eu vi nesse filme mudou o meu pensamento para sempre. Em nenhum momento Gal abordou a incrível tarefa de interpretar nossa Diana com pouca seriedade, importância ou fundamento. Eu nunca tinha visto isso na minha vida. Ela trouxe uma incrível e verdadeira emoção em cada cena que ela fez. Ela não pararia até estar ótimo. Ela fez isso em um traje da Mulher-Maravilha, numa temperatura baixa, em um campo lamacento. Ela conseguiu. E ela me fez rir na tela verde, sozinha, trazendo emoções incríveis, verdadeiras e calorosas.

Ao receber o prêmio, Gal Gadot não escondeu o nervosismo, mas também não deixou de brincar com a situação. “Eu nem estou grávida e estou prestes a chorar. Então, vou apenas me segurar e ler o ponto…” A atriz fez um discurso de agradecimento, enfatizando que não estaria lá se não fosse o diretor Zack Snyder acreditar no potencial dela. “Isso é tudo muito novo para mim e estranho. Estou muito honrada em estar aqui, principalmente em um salão cheio de pessoas que me inspiram e que eu admiro muito. Obrigada. Eu sempre senti que era recompensa o bastante fazer o que eu amo e trabalhar com pessoas tão maravilhosas. Além disso, receber essa esta homenagem é muito, muito especial. Quatro anos atrás, eu me cansei de todos os nãos, da rejeição, eu só queria deixar a atuação. Mas claro, o universo trabalha de maneiras misteriosas e incríveis. Eu recebi uma ligação [me dizendo] que eu havia conseguido esse papel muito especial. Zack Snyder tinha uma visão forte sobre quem a Mulher-Maravilha deveria ser e eu sou eternamente grata de ele ter me dado a oportunidade de interpretar essa personagem icônica. Muito obrigada. Trabalhar em Mulher-Maravilha foi uma experiência que mudou a minha vida. Essa personagem representa tanta coisa que eu acredito. Ela faz a coisa certa, ela ajuda os outros, ela se atém às suas crenças e é motivada pela qualidade mais bonita: o amor. Isso é algo que todos nós precisamos.

A atriz também agradeceu toda a produção de Mulher-Maravilha, a Warner Bros, seu colega de elenco, Chris Pine, e seu marido. “Patty Jenkins, obrigada por uma jornada tão incrível ao seu lado e que eu estou animada em repetir novamente. Também quero agradecer ao Chris Pine por me tornar melhor em cada cena e por me fazer rir em cada cena. Obrigada aos nossos produtores fabulosos, Charles Roven, Debbie e Zack Snyder, Geoff Johns, e a todos na Warner Brothers (…). Obrigada a minha equipe e (…) ao resto de vocês, vocês sabem quem são. Obrigada ao meu incrível marido, eu não conseguiria fazer isso sem você.

Durante as entrevistas no tapete vermelho, Gal Gadot foi questionada novamente sobre a questão do assédio em Hollywood e mostrou apoio a todas as vítimas.

Vídeos legendados

PSIFF: Gal Gadot fala de igualdade entre homens e mulheres
Durante o tapete vermelho do Palm Springs International Film Festival, Gal Gadot fala sobre a igualdade salarial e de oportunidades entre homens e mulheres.

PSIFF: Gal Gadot fala que ser a atriz mais rentável de 2018 é “só mais um título”
Durante o tapete vermelho do Palm Springs International Film Festival, Gal Gadot fala que ser a atriz mais rentável de 2017 é “apenas mais um título”. Patty Jenkins fala sobre a produção de “Mulher-Maravilha 2”.

PSIFF: Gal Gadot é entrevistada pela E! News
Durante o tapete vermelho do Palm Springs International Film Festival, Gal Gadot sobre o sucesso de 2017 e como isso não mudou a sua dinâmica com as filhas.

PSIFF: Gal Gadot e Patty Jenkins falam sobre a campanha “Time’s Up”
Durante o tapete vermelho do Palm Springs International Film Festival, Gal Gadot e Patty Jenkins falam sobre a campanha “Timen’s Up”, a campanha contra assédio sexual em todos os ambientes de trabalho.

PSIFF: Gal Gadot e Patty Jenkins falam sobre Lynda Carter em Mulher-Maravilha 2
Durante o tapete vermelho do Palm Springs International Film Festival, Gal Gadot e Patty Jenkins falam que tentaram a participação de Lynda Carter em “Mulher-Maravilha” e o que esperar para “Mulher-Maravilha 2”.

Confira as fotos do evento em nossa galeria.

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2018 » 01.02 | Palm Springs International Film Festival – Tapete Vermelho

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2018 » 01.02 | Palm Springs International Film Festival – Cerimônia

Inicio » Eventos & Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2018 » 01.02 | Palm Springs International Film Festival – Sala de Imprensa